30 Março, 2018 Bota Montaria

Bota Montaria Campeira

Sem dúvida, se existe um calçado antigo e que nunca sai de moda é a bota montaria. A preocupação com o adorno dos pés acompanha a humanidade desde períodos pré-históricos. Os calçados além de proteger são capazes de passar uma forte impressão sobre a posição social e econômica de quem os usa. Um pé mal calçado pode passar um informação indesejada, mesmo acompanhado de uma roupa de milhares de dólares.

Bota Montaria 4

Separador de Subtitulos

 

História

Bota Montaria 2

Homens e mulheres usam botas desde cerca 1300 a. C. Há registros que  na Mesopotâmia, antigo Oriente Médio e e no Egito os habitantes já usavam botas de cano, com detalhes em ouro. Durante o Império Romano os calçados denunciavam a classe ou grupo social do indivíduo.

Na Idade Média a maioria dos sapatos tinha a forma das atuais sapatilhas e eram feitos de couro.  Nobres e cavaleiros usavam botas de melhor qualidade. O rei Eduardo (1272-1307) da Inglaterra, padronizou a numeração dos sapatos. No mesmo país, em 1642, há o registro da primeira produção “em massa” de sapatos em todo o mundo.

Foi a partir do século XVIII que as botas passaram a ser usadas como moda para homens e superaram o uso de outros calçados. Pelo fato de serem resistentes e por possibilitar maior movimentação foram adotadas principalmente por mulheres de afazeres em sítios.

As botas fazem parte da indumentária, inclusive dos imperadores,  a história conta que na época de Luis XIV e Luis XV, lançando moda às classes nobres e burguesas. No século XIX surgem as botas de lona com cadarços à frente e sola de borracha de modo que não apertassem os pés e foram adotadas por mulheres que iniciaram a vida nos esportes, especialmente para jogar ou andar nos campos de tênis.

Pós Revolução Industrial
Botas Montaria 3

No início no século XVIII, na Inglaterra, as máquinas  passaram a produzir calçados em larga escala. Nas décadas de 1880 a 1890, a decência e o decoro demandavam que as damas usassem sapatos de cor escura. Até o ano de 1822 os dois pés do sapato eram iguais. Foi neste ano que sapateiros norte-americanos criaram o sapato torto, em que o pé direito é diferente do pé esquerdo. Isto tornou a moda dos pés muito mais confortável. Dessa forma, sem dúvida os sapatos tiveram até aí sua grande importância de cunho social e até moral.

No século XX, novos materiais, técnicas e tecidos entram na produção, que passou a ser setorizada entre design, modelagem, confecção, distribuição, entre outros. Foi nesse período (meados de 1900), que os sapatos deixaram de ser fabricados por simples artesãos e surgiu o novo personagem da moda, o bottier, ou sapateiro, e/ou melhor ainda, o designer de sapatos. No que diz respeito a design, neste século surgiram inúmeras possibilidades de saltos e propostas de sapatos, sapatilhas, sandálias e botas, entre tantos mais, de diversos materiais.

As botas montaria invadiram o vestuário de todos grupos sociais. A explosão da moda entre o público médio, à partir dos anos 80, também possibilitou um aumento no número de pessoas que passaram a consumir calçados de grife. Tanto os mais simples quanto aqueles assinados por grandes estilistas, que contribuíram ainda mais para a ascensão dos sapatos à condição de verdadeiros artigos de luxo.

Bota Montaria – Hoje e Sempre

As botas masculinas eram um símbolo de status social, já as femininas entraram efetivamente no mundo da moda no século 20. Foram criados novos modelos, materiais, tamanhos e alturas de saltos. Pela primeira vez as mulheres que usavam botas, e não os homens, foram o centro das atenções.  As botas deixaram de ser simples acessórios. Passaram elas mesmas a ditar a roupa que se devia vestir.
 
A bota montaria normalmente é muito confortável, possui cano longo, geralmente até o joelho. Costumam ter salto baixo (já existem modelos com saltos) e geralmente não possuem muitos enfeites, os bicos são arredondados.
 

Uso da Bota Montaria

Bota Montaria 5

Antigamente as botas eram usadas por mulheres que trabalhavam no campo e por homens para mostrar sua posição social. Atualmente ela é mais acessível, a melhor escolha para pessoas que querem um calçado confortável, durável, e  sempre na moda.

O modelo é o queridinho das mulheres por que combina basicamente com tudo. Sejam calças em modelos variados como leggings, skinnys ou shorts, saias, vestidos. E também com casacos longos ou curtos, sobretudos, com meias calças, enfim são realmente democráticas e bem versáteis.

Homens que prezam pelo conforto nas atividades ligadas ao campo ou cidade, têm na bota montaria campeira uma forte aliada. Seja com calça jeans ou com a bombacha. Um belo par de botas deixa qualquer visual estiloso.

Separador de Subtitulos

O mundo calçadista trabalha duro para oferecer produtos de qualidade, fino acabamento e modelos que podem variar por temporada. Já o modelo de bota campeira é um ícone e pode durar muito tempo, se houver cuidados na conservação.

Obrigado por ter lido esse post, agora visita Nossa Coleção e escolhe o modelo que mais combina contigo. Trabalhamos com botas sob medida, feitas para você.

Compartilha com teus amigos loucos por botas.

Até a próxima…

Materiais consultados:

Os sapatos ao longo da existência humana e sua contemporaneidade.

A Leitura Semiótica de Um Produto de Design Passo a passo das Garotas Via Marte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *